Wildcards - Homens

Artem Silchenkp

A cada paragem da época de 2017, haverá 4 wildcards que se juntarão aos 10 mergulhadores permanentes . Apesar de wildcards diferentes competirem em eventos diferentes, e alguns aparecerem mais que outros, todos terão a possibilidade de ganhar pontos e classificar-se na tabela, tal como os saltadores permanentes.


Alain Kohl (Luxemburgo)


Antigo atleta da World Series, Alain Kohl foi forçado ao estado de wildcard após o ano de 2012, quando falhou a qualificação antes da temporada V. Apesar disso, o luxemburguês poliglota nunca parou de evoluir as suas técnicas de salto e vamos vê-lo novamente na plataforma dos 27m durante o próximo verão.

Alessandro De Rose (Itália)


"Estava a tremer quando recebi o e-mail da organização. Estava mesmo ansioso!" diz Alessandro De Rose acerca do seu convite para a etapa da World Series em Itália no ano de 2013. Para que fique marcado, Alessandro é o único italiano que entrou numa competição da World Series. Vê o que 2017 lhe reserva!

Artem Silchenko (Rússia)


O antigo campeão mundial foi forçado ao estatuto de wildcard após uma temporada de 2016 bem difícil, apesar de ter vencido em Polignano a Mare. Nesta temporada, o poderoso russo tem de estar em muito melhor forma do que na época passada para poder voltar a entrar na lista de saltadores permanentes da World Series em 2018.

Igor Semashko (Rússia)


Para além de Artem Silchenko, este saltador de 41 anos de idade também quer reforçar a armada russa na Red Bull Cliff Diving World Series pelo menos uma vez nesta época.

Jucelino Junior (Brasil)


O saltador de 33 anos de idade, que competiu como saltador permantente no ano de 2015 após fazer a sua estreia em 2009, mostrou o seu talento quando se classificou em sétimo lugar na última etapa de 2014 no México – que foi o seu melhor resultado.

Kyle Mitrione (EUA)


Foi o melhor atleta dos não permanentes na competição de 2015 nos Açores, onde o norte Americano terminou em 5º, entre atletas como Artem Silchenko e Blake Aldridge. Nesta época, o saltador de 29 anos, que provou ser um forte reforço para a equipa Americana, irá regressar à plataforma de 27 metros.

Miguel Garcia (Colômbia)


Com três presenças na World Series em 2014, incluindo dois resultados de top 10, o saltador colombiano de 26 anos conseguiu captar alguma atenção. Nascido e criado no mesmo lugar que a lenda do cliff diving Orlando Duque, Miguel Garcia irá ter novamente a oportunidade de provar o seu talento na nona época da World Series.

Todor Spasov (Bulgária)


O saltador de 38 anos de idade tem feito parte do mundo do cliff diving já há muitos anos e Todor Spasov está bem ciente do status que a competição tem sobre os atletas. Já tentou entrar na lista de saltadores permanentes praticamente desde o início da competição de qualificação, e mesmo assim a sua motivação para competir na World Series continua alta: "Fazer parte da Red Bull Cliff Diving World Series significa que temos de ter muita paixão pela modalidade e isso deixa-me muito feliz por poder entrar na maior e melhor competição do mundo de cliff diving."

Viktar Maslouski (Bielorrússia)


Foi numa etapa da Red Bull Cliff Diving World Series de 2016 que Viktar Maslouski se estreou a competir como wildcard.

Owen Weymouth (Reino Unido)


O jovem de 17 anos de idade Owen Weymouth é o Campeão Europeu dos 20m e é o atleta mais jovem de sempre a entrar numa competição da World Series. A sua primeira participação na plataforma que possui 3x a altura olímpica foi no ilustre local da última etapa de 2016 na Marina do Dubai, durante a primeira etapa noturna de sempre do Red Bull Cliff Diving.

Nikita Fedotov (Russia)


The 2017 Red Bull Cliff Diving World Series is the first year Nikita Fedotov will be invited as a wildcard. The 22-year-old will diver from Russia will have his first World Series appearance in Mostar, Bosnia and Herzegovina.

Oleksiy Prygorov (Ukraine)


The 2017 Red Bull Cliff Diving World Series is the first year Oleksiy Prygorov will be invited as a wildcard. The 30-year-old will diver from the Ukraine will have his first World Series appearance in Mostar, Bosnia and Herzegovina.