Agora
Agora
Agora
Agora
Agora
Agora
Agora
Menu

Wildcards - Homens

Artem Silchenko

Em cada etapa da temporada de 2018,os 10 atletas permanentes vão ter a companhia de quatro wildcards. Alguns destes atletas vão participar em mais eventos, mas todos podem ganhar pontos e assumir posições na classificação geral como acontece com os atletas permanentes.


Alain Kohl (Luxemburgo)


O antigo atleta permanente do Circuito Mundial foi forçado a ter o estatuto de wildcard em 2012, quando falhou a repescagem para a temporada. Apesar disso, o luxemburguês nunca parou de melhorar as suas capacidades e este verão vai estar na famosa plataforma a 28 metros de altura.

Sergio Guzman (Mexico)


Sergio Guzman foi forçado a voltar ao estatuto de wildcard depois do 11º lugar na classificação geral em 2017.

Artem Silchenko (Russia)


O campeão do World Series de 2013, Artem Silchenko, combina perfeitamente um estilo de salto e uma enorme força de vontade. A frase preferida do russo é "farei tudo para vencer". Nunca satisfeito com o segundo lugar, ele começou a praticar um novo salto em 2012 – adicionando uma pirueta extra ao seu back armstand com dois somersaults e duas piruetas e meia – adicionando ao seu repertório uma execução com um grau de dificuldade de 6.1, e um salto que o levou ao título do World Series em 2013.

Igor Semashko (Russia)


Com apenas uma presença como wildcard no currículo, em 2013, Igor Semashko está extremamente motivado para dar um 'empurrão' à sua carreira. Juntamente com Artem Silchenko, o atleta de 40 anos também quer reforçar a presença russa nos primeiros lugares das etapas do Circuito Mundial do Red Bull Cliff Diving.

Jucelino Junior (Brazil)


Este atleta de 32 anos competiu como saltador permanente no Circuito Mundial do Red Bull Cliff Diving em 2015, depois da estreia em 2009. O maior exemplo do seu talento foi dado no México em 2014, quando conseguiu acabar a a etapa em sétimo lugar - o seu melhor resultado até hoje.

Kyle Mitrione (USA)


Kyle Mitrione conseguiu ser o melhor atleta não-permanente na etapa dos Açores em 2015, com um quinto lugar entre os veteranos Artem Silchenko e Blake Aldridge. O ano anterior, 2014, foi o melhor para este norte-americano de 28 anos: conseguiu ficar em 13º lugar na classificação geral apesar de apenas ter participado em três etapas. Este ano, Kyle vai regressar à famosa plataforma de saltos a 28 metros de altura.

Miguel Garcia (Colombia)


Desde as três etapas que disputou no Circuito Mundial em 2014, que incluíram duas calssificações no top 10, o jovem atleta de tem reclamado mais oportunidades. Nascido e criado na mesma cidade que viu nascer o lendário Orlando Duque, Miguel Garcia vai ter mais espaço para provar o seu talento na sua oitava temporada no Circuito Mundial.

Todor Spasov (Bulgaria)


Este búlgaro de 37 anos já faz parte do mundo do cliff diving há muitos anos, e por isso está perfeitamente consciente do estatuto especial que o Circuito Mundial da Red Bull tem entre os atletas. Apesar de ter tentado sem sucesso fazer parte da lista de atletas permanentes desde 2011, a motivação de Todor Spasov continua em alta: "Fazer parte do Circuito Mundial do Red Bull Cliff Diving apaixona-me e deixa-me radiante por poder participar na maior e melhor competição de saltos de grande altura em todo o planeta".

Viktar Maslouski (Belarus)


Viktar Maslouski participou como wildcard no Red Bull Cliff Diving pela primeira vez em 2016. Juntamente com o compatriota Andrei Mikau, Viktar foi o primeiro atleta da Bielorrússia a participar no Circuito Mundial.

Owen Weymouth (Great Britain)


Aos 17 anos de idade, Owen Weymouth foi o atleta mais jovem a competir numa etapa do Circuito Mundial de Red Bull Cliff Diving. O primeiro salto oficial de uma plataforma com quase o triplo da altura olímpica para o britânico teve como palco a Marina de Dubai, local onde se realizou o único evento noturno na história do Red Bull Cliff Diving. Este ano o jovem britânico está de volta, mais uma vez com o estatuto de wildcard.

Nikita Fedotov (Russia)


Depois da estreia como wildcard na etapa de 2017 de Mostar, na Bósnia e Herzegovina, Nikita Fedotov vai voltar a ser convidado a competir no Circuito Mundial do Red Bull Cliff Diving em 2018.

Oleksiy Prygorov (Ukraine)


Oleksiy Prygorov estreou-se como wildcard no Red Bull Cliff Diving em 2017. Este ano, o jovem ucraniano vai repetir a presença.