Agora
Agora
Agora
Agora
Agora
Agora
Agora
Menu

Campeões têm um mau dia nos penhascos de São Miguel

Gary Hunt
Candidatos ao título querem aproveitar deslize de Hunt e Iffland no primeiro dia

O regresso da competição aos Açores trouxe algumas surpresas no primeiro dia, com os atuais campeões Gary Hunt e Rhiannan Iffland a serem os principais prejudicados pelas rochas vulcânicas situadas no meio do Atlântico, que fez com que sejam neste momento os últimos classificados no final de duas rondas. Contrastando com essa situação encontram-se Jonathan Paredes e Helena Merten, que foram os mais regulares e estão na liderança. Hunt e Iffland estão sujeitos a trabalhos extra no domingo, caso queiram chegar às posições que lhes são mais familiares.

Muita da preparação para este evento centrou-se acerca da importância da adaptação dos atletas a terrenos aos quais não estão habituados, que é o que este local oferece, daí que a preparação seja completamente diferente das outras etapas. Foi neste desafio contra a natureza que Hunt e Iffland falharam, após terem sido os vencedores na Irlanda e serem os atuais líderes da World Series. Apesar desta dificuldade relativa às condições imprevisíveis, ambos têm de superar algumas lesões que ambos contraíram. 

"Hoje cometi um erro tático," explicou Hunt. "Decidi abdicar do treino com receio de ter mais dores com o impacto, mas manter-me fiel ao salto complicado que tinha planeado ao invés de fazer um salto mais simples foi o que me trouxe esta posição na classificação. Amanhã preciso de saltos praticamente perfeitos para conseguir sair desta situação."

Gary Hunt observa Kris Kolanus a saltar da Snakehead. Foto: Romina Amato/Red Bull Content Pool.

Iffland, que venceu neste local na sua época de estreia, ficou desapontada com o seu primeiro salto mas tem esperança que as rondas finais lhe corram melhor: "Cheguei aos Açores com algumas dores e não pude treinar," disse a atleta de 25 anos de idade. "O primeiro salto não correu bem, mas o segundo já foi bem melhor. Amanhã tenho dois saltos seguros e espero conseguir concretizá-los para chegar aos lugares da frente."

Rhiannan Iffland após o seu segundo salto. Foto: Samo Vidic/Red Bull Content Pool.

Com os principais favoritos a terem alguns problemas, os seus "perseguidores" têm aqui uma grande oportunidade para conseguirem aproximar-se e tentar uma vitória que os aproxime da luta pelo título. Nestas duas primeiras rondas foram Paredes e Merten a destacar-se, mas há uma série de saltadores que estão em excelente forma.

"Parece que cada vez que salto das rochas faço uma melhor performance, consigo sempre superar as minhas expectativas," disse Paredes. "Amanhã é um novo dia e vamos estar de volta às plataformas. Irei voltar a fazer o meu novo salto e espero que resulte desta vez." Na Irlanda, o mexicano liderou durante as três primeiras rondas, mas falhou a concretizar o seu novo salto e acabou por terminar em sexto lugar.

Merten está a tentar alcançar a sua primeira vitória na World Series na sua segunda temporada a competir na World Series e, apesar da sua satisfação por estar na liderança tem a noção que ainda tem pela frente uma missão complicada para garantir a vitória: "Sinto-me muito bem e estou na liderança. Não poderia estar mais feliz," disse a jovem de 22 anos. "Mas ainda tenho um longo caminho até à vitória. É bom estar em primeiro, mas a concorrência é fortíssima e tudo pode acontecer."

Ginger Huber. Photo: Romina Amato/Red Bull Content Pool.

Na luta pela vitória masculina, os melhores colocados são o colombiano Orlando Duque e o britânico Blake Aldridge, que estão em segundo e terceiro lugares respetivamente. Nas mulheres, as norte americanas Ginger Huber e Tara Hyer-Tira ocupam a segunda posição em conjunto.

No domingo a ação irá passar das rochas para a plataforma, onde os atletas vão poder mostrar maior complexidade e movimentos técnicos nos seus saltos.

Classificações após as duas primeiras rondas:

MASCULINOS (após 2 de 4 rondas)
1 - Jonathan Paredes (MEX) – 159.00pts.
2 - Orlando Duque (COL) – 153.30
3 - Blake Aldridge (GBR) – 151.60
4 - Kris Kolanus (POL) – 145.40
5 – Miguel Garcia (W) (COL) – 140.20
6 – Kyle Mitrione (W) (USA) – 140.00
7 – David Colturi (USA) – 138.80
8 – Steven LoBue (USA) – 132.60
9 – Michal Navratil (CZE) – 130.80
10 – Sergio Guzman (MEX) – 126.50
11 – Artem Silchenko (W) (RUS) – 121.85
12 – Andy Jones (USA) - 160.40
13 – Todor Spasov (W) (BUL) - 105.30
14 – Gary Hunt (GBR) – 96.80

FEMININOS (após 2 de 4 rondas)
1 – Helena Merten (AUS) – 120.90pts.
2 – Ginger Huber (USA) – 115.70
3 – Tara Hyer-Tira (W) (USA) – 115.70
4 – Anna Bader (W) (GER) – 114.40
5 – Adriana Jimenez (MEX) – 107.90
6 – Cesilie Carlton (USA) – 106.60
7 – Jessica Macaulay (W) (GBR) – 101.40
8 – Rhiannan Iffland (AUS) – 97.50

 

Acompanha em direto

Este evento será transmitido em DIRETO no dia 9 de Julho a partir das 12.30 horas locais (+1 em Portugal continental / 12.30 GMT) em www.redbullcliffdiving.com, Red Bull TV e Facebook. A Red Bull TV está disponível em Smart Tv's, consolas de jogos, aparelhos móveis e outros. Sabe mais em about.redbull.tv.