Agora
Agora
Agora
Agora
Agora
Agora
Agora
Menu

Conhece os novos saltadores permanentes de 2019

Jessica Macaulay
Conhece os quatro novos atletas que deram o salto de wildcard para a lista de saltadores permanentes

O sonho de qualquer cliff diver é chegar à lista de atletas permantentes do Red Bull Cliff Diving World Series. Em 2019, são quatro os novos atletas que deixam o rótulo de 'wildcard' para trás e dão esse salto. Graças a grandes prestações na temporada passada, estas caras novas tiraram o lugar a alguns dos nomes grandes do cliff diving e ganharam o direito a competir em todas as etapas deste ano.

Conhece melhor os dois novos homens e as duas novas mulheres que integram os atletas permanentes.

Jessica Macaulay (Grã-Bretanha)

Jessica Macaulay foi a grande surpresa da temporada passada. A britânica competiu em 2018 enquanto 'wildcard' e abriu a temporada com a conquista do primeiro pódio para uma saltadora britânica naquela que foi a sua segunda aparição no Circuito Mundial. Depois de ter assinado um salto estrondoso na segunda ronda, um triplo mortal atrás que quebrou o recorde de pontuação na categoria feminina até ao dia, a atleta conseguiu um 2º lugar.

dt_180601_rbcdtex_maca_1404.jpg
Jessica Macaulay compete na primeira etapa de 2018, no Texas. Foto: Dean Treml/Red Bull Content Pool.

"Estava tão entusiasmada por estar lá e queria aquilo há tanto tempo. Estava a divertir-me imenso, acho que isso me ajuda a fazer o meu melhor", refere Macaulay, que trabalha como saltadora num cruzeiro. "Todos os saltadores me motivam a fazer o meu melhor. Quero muito que todos façam o seu melhor, felicito sempre as pessoas e quando fazem grandes coisas isso inspira-me a fazê-lo também."

Depois de seis eventos e três pódios, à confessa viciada em adrenalina só lhe falta um primeiro lugar. É um feito que a atleta de 26 anos claramente tem na lista de 'coisas a fazer' para esta época.

Constantin Popovici (Roménia)

No sítio certo à hora certa: tudo se alinhou para Constantin Popovici em agosto de 2018 quando o romeno seguiu o Circuito Mundial até Copenhaga, Dinamarca, para aproveitar uma boa oportunidade para treinar dos 27m. Quando lhe foi dada a oportunidade de competir no lugar de Michal Navratil o saltador olímpico não hesitou. Popovici aproveitou a chance da melhor forma ao terminar em 7º lugar na sua primeira aparição, a qual lhe valeu um convite para a etapa de Mostar e na Marmeeting, em Itália, ganhou uma 'wildcard' para a última etapa, onde conseguiu um sensacional 5º lugar.

jg_180824_rbcdcop_popo_0017.jpg
Constantin Popovici agarrou a oportunidade em Copenhaga e nunca mais olhou para trás. Foto: Jesper Gronnemark/Red Bull Content Pool.

Estas boas performances, em conjunto com um 2º lugar na FINA High Diving World Cup de 2018, atrás do campeão do Circuito Mundial, Gary Hunt, valeram um lugar permanente ao atleta de 30 anos na competição de 2019. Assim, Popovici tornou-se o primeiro romeno a qualificar-se para a lista de saltadores permanentes.

"Fazer parte do Circuito Mundial é um grande passo na minha carreira de saltador. Depois de mais de 20 anos de saltos, sinto que esta é a altura para passar para o próximo nível."

Um antigo saltador olímpico, Popovici também vai continuar a jornada para se qualificar para os Jogos Olímpicos de Tóquio em 2020 em saltos regulares na mesma altura em que tenta a glória da plataforma dos 27m este verão.

Eleanor Townsend Smart (EUA)

Eleanor Townsend Smart foi a melhor atleta das que ainda não estavam qualificadas para 2019 durante o FINA High Diving World Cup, em Abu Dhabi, novembro passado. A americana terminou em terceiro, atrás de duas estrelas da competição, Rhiannan Iffland e Lysanne Richard, e garantiu assim um lugar entre as 6 competidoras permanentes. Com apenas 23 anos, Smart será a saltadora permanente mais nova do Circuito Mundial em 2019.

ap-1sdddakzd2111_news_2.jpg
Eleanor Townsend Smart é a atleta permanente mais jovem do circuito esta temporada. Foto: Dean Treml/Red Bull Content Pool.

A atleta americana tem alguns objetivos diferentes para aquela que será a sua primeira temporada enquanto atleta permanente. "Os meus 'objetivos de resultados' são terminar no top três nos Campeonatos do Mundo e no Red Bull Cliff Diving World Series. Também quero ganhar a minha primeira etapa do Circuito Mundial! Depois tenho 'objetivos de performance'. Quero ser a primeira rapariga a completar quatro piruetas e a fazer um duplo quad atrás. Além disso, também quero tornar-me mais consistente em competições."

Oleksiy Prygorov (Ucrânia)

Oleksiy Prygorov, medalhista de bronze nos Jogos Olímpicos de 2008 em 3m sincronizados teve de começar devagar quando mudou para o high diving.

"Primeiro, o meu foco era entrar no top 10 do Circuito Mundial, mas depois da minha segunda competição percebi que era um desporto muito difícil, cansativo e perigoso."

ra_180922_rbcdpol_pryg_2475_0.jpg
Oleksiy Prygorov conseguiu passar da plataforma dos 3m para a dos 27m com sucesso. Foto: Romina Amato/Red Bull Content Pool.

Quatro etapas e dois anos depois, o atleta de 31 anos terminou em 3º lugar no FINA High Diving World cup, em Novembro, e, por ser o melhor dos que ainda não se tinham qualificado, garantiu uma promoção à lista dos 10 atletas permanentes para a temporada de 2019.

Lê e vê mais Red Bull Cliff Diving