Agora
Agora
Agora
Agora
Agora
Agora
Agora
Menu

Calendário de 2019 traz consigo três novas localizações

Andy Jones
O Circuito Mundial regressa com sete etapas um pouco por todo o mundo para os homens e mulheres

Três novas localizações, um medalhista olímpico na lista de saltadores permanentes e penhascos como plataforma de descolagem em quase metade das etapas: eis o que espera os atletas de 18 nacionalidades neste Circuito Mundial de sete paragens, entre os quais os campeões recordistas Rhiannan Iffland (AUS) e Gary Hunt (GBR). Saltando de alturas de até 27m e atingindo velocidades de 85km/h com apenas a concentração, técnica e controlo físico como proteção, os cliff divers prometem dar um grande espetáculo na luta pelo glorioso Troféu King Kahekili. A 11ª temporada do Red Bull Cliff Diving World Series tem tudo para ser um verdadeiro 'thriller'.

Este ano tem três novos locais como grandes novidades do Circuito Mundial: El Nido, em Palawan, Filipinas, Dublin, na Irlanda, e Beirute, no Líbano. Estas misturam-se com clássicos e favoritos como Itália, Portugal e Bósnia e Herzegovina numa temporada visualmente impressionante que culminará em setembro, no icónico Museu Guggenheim Bilbau, Espanha.

A luta pelo título arranca entre as formações geológicas, tartarugas, peixes e corais de El Nido, que vai receber a primeira batalha diretamente dos penhascos do ano. Do local mais quente e remoto, o Circuito parte para a etapa mais urbana do ano: em Dublin, os atletas vão saltar de plataformas montadas na Grand Canal Dock pela primeira vez.

el-nido1.jpg
A elite do cliff diving vai ser recebida por águas esmeralda na primeira etapa do ano, em El Nido. Foto: Andreas Sacherer/Red Bull Content Pool.

Junho é o mês dos clássicos. Primeiro, os atletas regressam ao local onde as casas nascem das rochas e onde 70 mil fãs se vão juntar para ver toda a ação: Polignano a Mare, bem no sul de Itália. Daí, a caravana segue para as rochas vulcânicas do Ilhéu de Vila Franca do Campo, em São Miguel, nos Açores, onde os atletas vão saltar diretamente dos penhascos pela oitava vez consecutiva.

Julho leva os atletas para o bairro de Raouché, em Beirute, no Líbano. Apesar de ser a maior cidade do país, os homens e as mulheres vão saltar diretamente da face da 'Rocha dos Pombos' na etapa que marca o início da segunda metade da época. Depois de Beirute, a competição segue para as águas geladas que correm debaixo da Stari Most, a velha ponte de Mostar, na Bósnia e Herzegovina, onde os saltos para a água de grande altura são uma tradição há séculos.

dt_180923_rbcdita_iffl_9865_6.jpg
Polignano a Mare é uma de quatro localizações clássicas que regressam ao calendário em 2019. Foto: Dean Treml/Red Bull Content Pool.

A final vai ser também uma estreia. Pela primeira vez na história da competição, duas plataformas serão montadas na ponte La Salve, em Bilbau, e as mulheres terão oportunidade de mostrar toda a sua arte junto ao Museu Guggenheim Bilbau. É lá que todos os atletas terão oportunidade de dar os últimos saltos rumo ao troféu King Kahekili de 2019.

Depois do nível ter subido muito em 2018, com muitas caras novas a subir ao pódio e a entrar no Circuito Mundial, este ano promete voltar a ser um dos mais competitivos na história do Red Bull Cliff Diving. Ainda que Gary Hunt, sete vezes campeão do Circuito Mundial, seja o alvo a abater, Greg Louganis, diretor desportivo, acredita que está tudo em aberto na categoria masculina, que este ano conta com veteranos e atletas de calibre olímpico.

ra_180630_rbcdbilb_pare_0226.jpg
Os homens e as mulheres vão lutar pelos Troféus King Kahekili em Bilbau, cidade que vai receber o final de temporada do Red Bull Cliff Diving. Foto: Romina Amato/Red Bull Content Pool.

O lendário Orlando Duque, campeão do Circuito Mundial em 2009, foi obrigado a competir enquanto wildcard este ano após uma temporada de 2018 marcada pelas lesões. Do lado das mulheres, a veterana Ginger Huber também caiu para wildcard, dando lugar à rookie americana Eleanor Townsend Smart. A primeira atleta permanente da Grã-Bretanha, Jessica Macaulay, surge em 2019 como uma das grandes candidatas ao título da mulher mais bem sucedida do desporto, Rhiannan Iffland.

Podes esperar reviravoltas e surpresas quando os melhores atletas do desporto saltarem das plataformas em 2019. Afinal, tudo pode acontecer em três segundos de queda livre..

Calendário do Circuito Mundial Red Bull Cliff Diving de 2019
13 de abril – El Nido, Palawan, Filipinas - NOVA ETAPA
12 de maio – Dublin, Irlanda - NOVA ETAPA
2 de junho – Polignano a Mare, Itália
22 de junho – São Miguel, Açores, Portugal
14 de julho – Beirute, Líbano - NOVA ETAPA
24 de agosto – Mostar, Bósnia e Herzegovina
14 de setembro – Bilbau, Espanha