Agora
Agora
Agora
Agora
Agora
Agora
Agora
Menu

Hunt bate LoBue em duelo na Casa da Ópera

Pódio masculino
O multi-campeão britânico conseguiu superiorizar-se ao líder do campeonato numa batalha em que esmagaram recordes

Gary Hunt e Steven LoBue protagonizaram um duelo entusiasmante no telhado da Casa da Ópera de Copenhaga, com o britânico a sair por cima na quinta etapa da temporada e a conquistar um hat-trick de vitórias na capital dinamarquesa. Sob o olhar atento dos 45 mil fãs que marcaram presença no porto, tanto em terra como em água, os rivais foram ao limite e reescreveram os livros de recordes.

Primeiro, LoBue recebeu duas notas 10 pelo seu último salto e bateu dois recordes: o de pontuação mais alta por um só salto e o de pontuação máxima no Circuito Mundial. Pouco depois, Hunt esmagou por completo a pontuação máxima estabelecida pelo americano com um salto praticamente imaculado, assinando assim mais um momento histórico no Red Bull Cliff Diving. O atual campeão, Jonathan Paredes, também teve uma grande exibição em Copenhaga, conseguindo chegar ao terceiro lugar do pódio após ter somado o seu maior número de pontos esta temporada.

Na primeira ronda da etapa de Copenhaga, Hunt executou um um salto interior de 3 mortais com meia pirueta que lhe valeu o centésimo 10 da história do Red Bull Cliff Diving. Este sábado, o multi-campeão deu mais um passo naquele que está a ser um incrível regresso à forma com uma vitória na capital da Dinamarca, conquistada sob imensa pressão.
"Na verdade, não sabia quão altas tinham sido as pontuações na última ronda", disse Hunt. "Sabia que queria terminar forte. Na Suíça terminei com um salto não muito bom, pelo que queria terminar o espetáculo com um estrondo. Só depois é que descobri quão boa tinha sido a ronda anterior."

Gary Hunt
Gary Hunt salta sob o olhar atento dos fãs, que contemplam toda a ação debaixo do telhado suspenso da Casa da Ópera de Copenhaga. Foto: Dean Treml/Red Bull Content Pool.

Hunt considerou que o ambiente em Copenhaga ajudou a aumentar os níveis motivacionais, acrescentando ainda que o objetivo de vencer um sétimo campeonato está ao alcance.

"É fantástico sair da água aqui em Copenhaga e ter uma multidão à tua frente a aplaudir-te. Aumenta-te os níveis motivacionais, quero voltar", disse o britânico. "O objetivo de vencer o Circuito ainda é possível, sem dúvida. Tudo pode acontecer neste desporto. Vou fazer a minha parte. Vou fazer os meus melhores saltos e ver o que acontece."

A 70ª etapa do Circuito Mundial também foi bastante boa para LoBue, que, como Hunt no dia anterior, recebeu duas notas 10s no último salto do dia. O americano está focado em conquistar o primeiro troféu King Kahekili e, para o conseguir, tem de continuar a ficar nos lugares do topo nas etapas que restam para manter Hunt à distância.

"Dadas as circunstâncias, o frio, as pontuações ridiculamente altas, estou super feliz", afirmou LoBue. "Tinha um conjunto de saltos fantástico. Recebi 8s por um, essa foi a minha pontuação mais baixa. Terminar em segundo é inacreditável."

Sobre o último salto recorde, o 'Spinmaster' disse estar "super entusiasmado, especialmente por conseguir uns dez".

"Recebi um dez algumas vezes, mas não foram contados para a pontuação. Por isso, ter um que contou é definitivamente algo para relembrar, especialmente com um salto tão incrível. A luta está a aquecer muito. Temos mais duas competições, por isso tenho de continuar a terminar num nível alto se quero ficar no topo."

Juízes
Dois juízes mostraram a mágica pontuação 10 após terem visto o sensacional último salto de LoBue. Foto: Romina Amato/Red Bull Content Pool.

Jonathan Paredes mostrou-se também a um grande nível este fim de semana, não pontuando abaixo dos 8.5 em nenhum dos quatro saltos que fez este fim de semana. Com esta prestação, o mexicano conseguiu pisar o pódio pela terceira vez esta época, algo que lhe soube "muito bem".

"O nível de competição está a aumentar muito depressa e toda a gente está muito consistente, especialmente nas rondas opcionais com os saltos mais difíceis", referiu o atual campeão. "Um terceiro lugar sabe muito bem, para ser honesto."
Terminada a quinta etapa, a liderança da classificação mantém-se inalterada, com LoBue ainda acima de Hunt e de Paredes, que caiu para terceiro após a vitória do britânico na Casa da Ópera.

Gary Hunt
Aquela sensação de conseguir um hat-trick de vitórias na capital dinamarquesa. Foto: Romina Amato/Red Bull Content Pool.

De Copenhaga, o Circuito Mundial parte para Mostar, na Bósnia e Herzegovina, onde, dentro de duas semanas, um público fanático terá oportunidade de ver os saltos acrobáticos da elite masculina e feminina da ponte Stari Most, um dos locais icónicos da cidade.

Vê a repetição de Copenhaga


Volta a viver toda a ação da quinta etapa do Circuito Mundial 'on demand' em www.redbullcliffdiving.com, Red Bull TV, Facebook e YouTube. A Red Bull TV está disponível em smart TVs, consolas, dispositivos móveis e noutras plataformas. Sabe mais em about.redbull.tv