Agora
Agora
Agora
Agora
Agora
Agora
Agora
Menu

Paredes rouba o título a Hunt em final emocionante no Chile

Jonathan Paredes
Saltador mexicano aproveita falha do britânico enquanto Iffland leva o título feminino no Lago Ranco

Num dia emocionante e repleto de ação no Lago Ranco (Chile), o mexicano Jonathan Paredes teve o melhor dia de saltos na sua carreira para bater o 6x campeão Gary Hunt, que falhou o seu último salto nas Cascatas de Riñinahue. Junto a Paredes no pódio estiveram Michal Navratil e Alessandro De Rose, em segundo e terceiro, respetivamente.

Nas mulheres, a australiana Rhiannan Iffland superou uma lesão para mostrar que tem a alma de uma verdadeira campeã, garantindo o seu segundo título e outras tantas épocas, com Yana Nestsiarava em segundo lugar e Helena Merten a fechar o pódio.

Num local em que ainda se sentem os últimos suspiros do inverno, Jonathan Paredes conseguiu estar ao seu melhor nível e executou na perfeição o seu novo salto para obter a pontuação mais alta de toda a temporada, que lhe permitiu ficar no primeiro lugar no Chile. Navratil também conseguiu o seu melhor resultado do ano, ao terminar na segunda posição, forçando De Rose, o wildcard que venceu em Itália, a terminar esta etapa no terceiro lugar.

Para mim, isto é surreal," diz Paredes, "vinha até ao Chile com o objetivo de vencer a etapa e colocar alguma pressão no Gary, mas sabia que a vantagem que ele trazia era algo confortável; portanto o que eu queria mesmo era manter a segunda posição no ranking. Neste momento sinto-me nas nuvens. Ainda estou em choque. Sinto-me muito feliz, embora também trite pelo Gary, mas isto é desporto. Espero manter este nível nos próximos anos!"

Jonathan Paredes. Foto: Alfred Jurgen Westermeyer/Red Bull Content Pool.

Olhando para os resultados saídos da plataforma de 27m, o Troféu King Kahekili foi para o México pela primeira vez em nove anos de World Series. "Ser campeão" era o grande objetivo para o novo campeão antes do início da temporada de 2017 e foi no seu sexto ano de competição que o mexicano conseguiu o topo do pódio, após ter sido terceiro e segundo nos dois anos anteriores. Blake Aldridge, Alessandro De Rose, Andy Jones e David Colturi completaram o top seis da World Series de 2017 para se qualificarem automaticamente para a temporada de 2018.

O blackout de Hunt no seu último salto tornou o sonho de Paredes realidade e deixou o 6x campeão no segundo lugar pela terceira vez na carreira.

Nas mulheres, Iffland voltou após não ter participado na última etapa, em Mostar, devido a lesão, optou por não efetuar saltos de treino com medo de poder agravar a sua situação, mas, após nas duas primeiras rondas ter feito dois scores sólidos, a campeã em título terminou a temporada em grande estilo, vencendo pela quarta vez neste ano. A bielorrussa Nestsiarava terminou mais uma vez na segunda posição e bateu Helena Merten, que fechou o pódio.

Os dois campeões exibem o troféu. Foto: Dean Treml/Red Bull Content Pool.

"Estou super contente," disse Iffland, "especialmente depois do que me aconteceu na Bósnia-Herzegovina. Mentalmente foi muito duro, para conseguir bloquear todos os pensamentos negativos que poderiam afetar-me. Ainda não acredito que consegui terminar na primeira posição. Toda a gente consguiu fazer uma boa época; houve imensos saltos excelentes na categoria feminina. É incrível poder estar ao lado destas corajosas saltadoras."

Na classificação geral, Iffland e Merten fizeram a dobradinha para a Austrália, com a mexicana Adriana Jimenez a completar o top três. Apesar de Ginger Huber ter sido obrigada a abandonar esta etapa devido a lesão, a americana terminou a temporada na quarta posição e requalificou-se para a temporada de 2018.

Para além do top seis da World Series de 2017 ter acesso garantido para a próxima temporada, os outros quatro acessos são distribuídos de acordo com os rankings após 9 eventos, incluíndo a Taça do Mundo da FINA, os Campeonatos do Mundo da FINA e o Marmeeting. Quem conseguiu essas vagas foram: Michal Navratil (CZE), Steven LoBue (USA), Orlando Duque (COL) e Kris Kolanus (POL).

Nas mulheres, Yana Nestsiarava (BLR) e a alemã Anna Bader também recebem um acesso permantente para o quinto ano da World Series feminina. De acordo com o regulamento da Red Bull Cliff Diving World Series, Lysanne Richard também está qualificada para 2018, apesar da canadiana não ter competido neste ano.

Resultados - Etapa #6, Lago Ranco | CHI

HOMENS
1- Jonathan Paredes (MEX) – 403.00
2- Michal Navratil (CZE) – 373.15
3- Alessandro De Rose (W) (ITA) – 343.10
4- Sergio Guzman (MEX) – 337.50
5- Kris Kolanus (POL) – 330.90
6- Blake Aldridge (GBR) – 327.65
7- Andy Jones (USA) – 326.30
8- Gary Hunt (GBR) – 282.60
9- Nikita Fedotov (W) (RUS) – 228.40
10- Steven LoBue (USA) – 224.80
11- Orlando Duque (COL) – 221.70
12- Kyle Mitrione (W) (USA) – 189.30
13- Miguel Garcia (W) (COL) – 177.05

MULHERES
1- Rhiannan Iffland (AUS) – 279.60pts.
2- Yana Nestsiarava (W) (BLR) – 264.85
3- Helena Merten (AUS) – 248.10
4- Anna Bader (W) (GER) – 229.70
5- Jacqueline Valente (W) (BRA) – 197.50
6- Cesilie Carlton (USA) – 157.80
7- Adriana Jimenez (MEX) – 122.20

Classificação Geral (após 6 de 6 etapas)

HOMENS
1- Jonathan Paredes (MEX) – 720pts.
2- Gary Hunt (GBR) – 710
3- Blake Aldridge (GBR) – 580
4- Alessandro De Rose (W) (ITA) – 530
5- Andy Jones (USA) – 478
6- David Colturi (USA) – 430

MULHERES
1- Rhiannan Iffland (AUS) – 890pts
2- Helena Merten (AUS) – 740
3- Adriana Jimenez (MEX) – 690
4- Ginger Huber (USA) – 520

 

Revê toda a ação desta etapa

Aproveita para ver ou rever toda a ação da etapa do Lago Ranco on demand em www.redbullcliffdiving.com e na Red Bull TV. A Red Bull TV está disponível em Smart TV's, consolas de jogos, aparelhos móveis e outros. Sabe mais em about.redbull.tv