Agora
Agora
Agora
Agora
Agora
Agora
Agora
Menu

Todas as estradas vão dar a Itália para a grande final

Polignano a Mare
Dois campeões vão emergir das águas do Mar Adriático

Apenas 20 pontos separam os dois homens e mulheres do topo da classificação na luta pelo troféu King Kahekili após Gary Hunt e Adriana Jimenez terem tirado a liderança a Steven LoBue e Rhiannan Iffland com uma vitória na penúltima etapa, em Mostar. Nunca a competição esteve tão renhida como agora, mas promete ficar ainda mais tensa quando milhares de fãs apaixonados agitarem as águas que banham Polignano a Mare.

Na temporada do décimo aniversário do Red Bull Cliff Diving, três homens e três mulheres ainda estão na luta pelos títulos de campeão das plataformas de 27 e 21 metros. No próximo dia 23 de setembro, em Polignano a Mare, a pequena cidade costeira onde as casas nascem das rochas, dois atletas vão emergir do Mar Adriático como campeões.

Gary Hunt é o atual favorito ao título masculino após ter conseguido recuperar a forma que lhe deu seis títulos de campeão na competição. Na primeira metade da temporada, Hunt atravessou um bloqueio mental e não se sentiu capaz de executar os seus característicos saltos de pirueta, mas acabou por conseguir virar a página e conquistar um hat-trick de vitórias, em Sisikon, Copenhaga e Mostar, tendo assumindo a liderança nesta última cidade.

ra_180908_rbcdmos_hunt_1855_1.jpg
Gary Hunt conquistou a liderança do campeonato após um regresso à forma sem precedentes. Foto: Romina Amato/Red Bull Content Pool.

Os outro candidatos ao título masculino, LoBue, que venceu em Bilbau e nos Açores e se encontra em segundo lugar, e Jonathan Paredes, atual campeão, ainda têm uma palavra a dizer e vão lutar até ao último salto pelo título. Paredes, inclusive, sabe bem o que é conquistar o título no último salto: foi assim que o conquistou em 2017, após ter batido Hunt numa final em que se apresentou numa forma quase perfeita.

ap-1wpu8ppth2111_news.jpg
As três estrelas da competição masculina: Lobue, Hunt e Paredes. Quem vai celebrar em Polignano a Mare? Foto: Jesper Gronnemark/Red Bull Content Pool.

Na categoria feminina, a luta será entre Jimenez, Iffland e Lysanne Richard. A mexicana, atual líder, pôs-se na 'pole' após ter vencido em Mostar. A mexicana mostrou ter nervos de aço e superou a atual campeã no último salto da etapa na Bósnia e Herzegovina, onde assegurou a segunda vitória da época.

Richard, por sua vez, voltou mais forte do que nunca após ter ficado afastada da competição durante um ano devido a lesão. A canadiana venceu em Sisikon e, apesar de estar mais afastada da liderança do que Iffland, ainda tem uma chance de levantar o troféu.

dt_180918_rbcdmos_jime_6978.jpg
Consistência e saltos imaculados catapultaram Adriana Jimenez para o topo da classificação a uma etapa do fim. Foto: Dean Treml/Red Bull Content Pool.

Rhiannan Iffland encontra-se numa posição completamente diferente das adversárias diretas. A bicampeã, que venceu o primeiro título no seu ano de estreia e enquanto wildcard, está em busca do hat-trick de troféus ao passo que as suas adversárias diretas lutam para o conquistar pela primeira vez. A experiência de campeã da australiana é algo que as suas adversárias não têm e que pode vir a ser um fator importante na luta pelo troféu. Caso vença, Iffland sagrar-se-á como a atleta feminina mais bem sucedida da competição.

Além de decidir quem serão os campeões, o último evento da temporada também vai decidir quem se irá qualificar automaticamente para a temporada de 2019. Na competição masculina, uma posição no top 5 garante um lugar no Circuito Mundial do próximo ano, enquanto na competição feminina só as quatro melhores têm um lugar assegurado em 2019.

Vê em direto de Polignano a Mare

Este evento vai ser transmitido em direto no dia 23 de setembro às 12h10 (hora de Portugal Continental) em www.redbullcliffdiving.com, Red Bull TV, Facebook, Youtube e Twitch. A Red Bull TV está disponível em smart TVs, consolas, dispositivos móveis e noutras plataformas. Sabe mais em about.redbull.tv